VIAGENS | Vigo, Espanha

janeiro 24, 2017


Vigo não me cativou. Nem à primeira vista, nem à segunda, nem a todas as outras que se seguiram. Passei, fotografei, descobri a padaria/pastelaria mais fofinha de sempre, mas não me apaixonei. E não tive pena nenhuma quando chegou a hora de voltar a casa.


Não posso dizer que seja uma cidade feia, porque não é, mas também não é bonita. É um cidade portuária e, talvez por isso, demasiado industrializada e algo degradada. Gosto de cidades antigas, com bastante história, que conquistam e me fazem querer ficar. Vigo não conseguiu fazer isso. 


Valeu pela experiência, pela padaria/pastelaria (eu sei que já disse, mas é mesmo adorável!) e pelas esculturas, mas dificilmente vou voltar.

You Might Also Like

7 comentários

  1. Já aí estive há muitos anos e não achei nada de mais :)

    ResponderEliminar
  2. é sempre bom conhecer lugares novos!
    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  3. Não tiraste foto à padaria?? Agora fiquei curiosa... Percebo o sentimento, mas as fotos até captam bastante beleza :)

    ResponderEliminar
  4. Vigo é lindo... estive na cidade pela última vez há um ano, num italiano soberbo.

    ResponderEliminar
  5. Tira as partes positivas, que é sempre bom conhecer sítios novos :)

    ResponderEliminar
  6. Do que vi pelas imagens gostei, mas apenas quem lá está fisicamente consegue avaliar! =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Tens razão, conheço mais ou menos bem Vigo. Talvez porque em tempos em que o nosso país não estava repleto de autoestradas era mais fácil ir a Vigo do que ao Porto. As cidades espanholas são tão giras e Vigo não tem assim muito sal. Mas posso dizer-te que tem o melhor restaurante de peixe frito do mundo. Se bem que chamar restaurante àquele tasco talvez seja demais. E depois tem as rebajas na calle del príncipe, e o corte inglés, e o Alcampo (o primeiro supermercado da minha vida). Ahahah.

    ResponderEliminar