E um murro nos cornos não?

janeiro 21, 2015

Pulseira eletrónica prejudica-me a confiança, diz violador

Em 1995, Darren Michael Costello violou uma menina de 14 anos. A menina enforcou-se pouco depois. Costello passou 15 anos na cadeia e agora, em liberdade, é monitorizado por um pulseira eletrónica no entanto, o Sr. Costello está desagradado com a situação e deseja que o tribunal lhe retire a pulseira porque não quer “que as pessoas façam perguntas quando emite sons”. 

Para além disso Costello afirma que o aparelho o faz sentir “desconfortável, paranóico, alterado e ansioso… porque toda a gente fica a saber coisas pessoais”, acrescentando ainda que lhe prejudica a “confiança”. Pois claro que sim meu bom senhor. Seja feita a sua vontade? E que mais deseja? Um emprego como segurança num parque infantil ou como auxiliar numa creche? Tudo para que o Sr. Costello não se sinta desconfortável.

O caso vai a tribunal em Fevereiro e espero sinceramente que o juiz se lembre da menina que não teve oportunidade de viver.

Notícia completa aqui.

You Might Also Like

8 comentários

  1. Nojento! Cortarem-lhe a porra dos tomates era pouco.

    ResponderEliminar
  2. Ai porra ... devia era ter uma no pescoço isso sim!
    Besta !

    ResponderEliminar
  3. Isto é absolutamente ridiculo!!!

    *Beijinhos*
    Caty<3
    http://myfairytale4.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Estas coisas metem-me um nojo... Era castrar estes canalhas todos!

    ResponderEliminar
  5. Eu sabia perfeitamente que castigo dar a este monstro para o fazer sentir mais "confortável"...seria um "conforto" para o resto da vida...

    ResponderEliminar
  6. Incrível ha quem viva no mundo ilusório de certeza. Como não tivesse cometido crime algum. A minha geral opinião é: deveria ir apanha sabonetes.

    ResponderEliminar
  7. Realmente há cá com cada abécula --'

    ResponderEliminar
  8. eu nestes casos seria radical...operação plástica...e não violava mais ninguém...e ainda servia de exemplo para outros...

    ResponderEliminar