Jantar e revelações.

agosto 04, 2014

Este fim-de-semana fui jantar a casa do Charming. A irmã dele está a viver em França e veio passar férias portanto foi a altura ideal para juntar o pessoal e fazer uma jantarada. Quando cheguei estava lá um casal que não conhecia mas tudo óptimo, ninguém tem de me dar satisfações de quem convida para a sua própria casa. 

Com o decorrer o decorrer do jantar apercebi-me que o tal casal era, nada mais nada menos do que os pais do namorado da irmã mais nova do Charming. Não vou esconder que me incomodou. Namoro com o Charming à cinco anos e nunca ninguém sentiu necessidade de convidar a minha família para ir lá jantar, apesar de os conhecerem à muito mais do que cinco anos, já com os pais do namorado da irmã dele que conhecem à menos de um ano o caso muda de figura. 

Sinceramente não compreendo. Se não gostassem de mim ou da minha família até tentava encaixar a situação mas assim não consigo. Custa-me, principalmente porque a minha família significa o mundo para mim, mas aceito. Talvez seja eu a dar o primeiro passo e a organizar um jantar cá em casa...quando me passar a neura.

back yard dinner party

You Might Also Like

5 comentários

  1. Se calhar tudo se deve ao facto de serem os pais do namoradO da filhA. Não conheço nenhum dos envolventes e não quero fazer juízos de valor, mas, possivelmente, o ser a filhA mais nova faz diferença, para muitos casais a filhA namorar é mais "assustador" do que o filho.
    Mas, atenção, entendo a tua neura muito, muito bem e sentiria o mesmo, sem dúvida.

    ResponderEliminar
  2. Sinceramente acho que a tua "não-compreensão" é absolutamente normal. Eu iria sentir exatamente o mesmo mas o comentário da Olivia faz sentido :)

    ResponderEliminar
  3. Realmente é uma situação um bocado estranha, eu no teu lugar também começava a pensar nos porquês disso.
    Mas tenta mesmo seres tu a fazer o convite para jantar, pode ser que as coisas mudem :)
    Beijinhos ❤
    BLOG | FB | INSTA

    ResponderEliminar
  4. Cai um bocado mal realmente mas... Passa a frente que é o melhor. Certamente, um dia esse tipo de convívio também irá incluir a tua família nem que parta de ti.

    ResponderEliminar
  5. Eu não sei como ia reagir e o motivo é porque pequenos gestos me magoam profundamente, não devemos julgar e não vou o fazer muitas vezes é preciso relativizar.

    beijinhos e bom início de semana.*

    ResponderEliminar