Era uma vez o Manel.

março 05, 2014

Quando a minha mãe e os meus tios eram pequenos o meu avô comprou um porquinho. A ideia era deixar o porquinho crescer e, uns tempos mais tarde, encaminhar o pobre coitado para a arca frigorífico, no entanto, o meu avô teve a excelente ideia de levar o porquinho a casa. Segundo consta era o porquinho mais giro da história da humanidade e dos porquinhos porque a minha mãe e os meus tios decidiram dar-lhe banho, por-lhe um lacinho e chamar-lhe Manel, o sortudo até ficou uns dias lá em casa, até alcançar proporções extravagantes e ser encaminhado para o exterior. Claro que na vida no Manel nem tudo foram rosas, o Manel deixou de ser pequeno e rosado e passou a ser grande e gorducho. Se tivesse desenvolvido anorexia  provavelmente tinha vivido mais uns anos mas enfim, acabou realmente por ser encaminhado para a arca. Depois de muitas lágrimas, gritos e crises a minha mãe e os meus tios lá acalmaram mas, gabe-se a lealdade das crianças ao seu porquinho, não tocaram num pedaço de carne do Manel (pelo menos é o que dizem). E foi assim, a curta história da minha mãe e tios como vegetarianos.

Awwwww
É assim que imagino o Manel.

You Might Also Like

2 comentários

  1. O Manel da tua imaginação é bem giro! :-)
    Eu era assim com os animais, a minha avó costumava mandar-me fazer algum recado quando tinha galinhas para matar.

    http://thelusofrenchie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Adorei a história, tens muita criatividade ;)

    ResponderEliminar