Há coisas que me transcedem

novembro 17, 2013

Depois de 3 módulos feitos (3 em 12... já não falta tudo...) resolvemos ir dar um beijinhos aos avós que estavam aqui pela cidade.

Entre conversas e conversinhas uma alma inspirada lança um "...ah sabes tu não!? Olha que eu andei na universidade!".

A formação é uma vantagem é verdade. No entanto já vi muita gente a entrar estúpida na universidade e a sair com igual, se não for maior, nível de estupidez e ignorância. Assim como também já vi muita boa gente extramente culta e inteligente que, por falta de meios ou por opção própria, nunca passou pela universidade.

Sou uma privilegiada, tenho consciência disso e agradeço muito à minha mãe que sempre trabalhou muito para que nada nos faltasse e sempre investiu na nossa educação e formação. Assim como a minha mãe me ensinou o valor da educação também me ensinou que não é um diploma, seja de que grau for, que nos faz melhor ou pior que ninguém e que, assim como não nos devemos deixar rebaixar, também não nos devemos armar em superiores.

Já agora, é de referir que a dita criatura esteve realmente matriculada no 1.º ano de um curso universitário e que o seu registo académico se resume a ter feito um exame...DA SUA LÍNGUA MATERNA!

Pois... Realmente é para dizer com orgulho "Eu andei na universidade e, por isso, sou melhor do que tu." Há sempre a esperança de que a "vítima" deste discurso tão convicto não saiba o historial académico da criatura.

Obrigada mamã porque, com tudo o que me ensinas, fazes com que eu não tenha saídas tristes destas.

You Might Also Like

0 comentários